Os passeios de Verão: benefícios e alertas

Quem tem um amigo de quatro patas sabe que passear com ele é muito mais do que levá-lo a fazer as necessidades básicas. Existem várias vantagens associadas aos passeios diários de rotina que beneficiam não só o animal como também você e a sua família. Vamos conhecê-los?

Benefícios dos passeios

– o cão faz as necessidades na rua e a sua casa permanece limpa e livre de odores;
– o animal mantém a forma física e exercita as articulações, evitando a obesidade;
– várias saídas ao dia reforça a atividade mental e emocional, o que fortalece os laços entre vocês;
– exercita o olfato, que apesar de ser o sentido mais agudo dos cães pode ficar atrofiado;
– potencia a socialização com outros animais e humanos mitigando a agressividade e depressão;
– promove o conhecimento da envolvente em seu redor (ruídos e odores), deixando-o mais familiarizado e tranquilo.

Apesar dos reconhecidos benefícios associados a dar uns bons passeios com o seu animal há algumas questões que deve ter em conta para assegurar que corre tudo bem para si e para ele.

Problemas mais frequentes associados aos passeios

– Cortes e/ou lacerações;
– Penetração de corpos estranhos (espinhos e praganas);
– Ingestão de corpos estranhos, tóxicos ou alimentos indevidos;
– Contato com agentes urticantes (plantas e sapos);
– Infestação por parasitas internos;
– Infestação por parasitas externos (pulgas, carraças e piolhos);
– Picadas de agentes potencialmente vetores de doenças (mosquitos),
– Golpes de calor.

Sugestões para minimizar os problemas

– Após o passeio verifique se o animal tem algum tipo de corte ou laceração, principalmente nas zonas das patas, focinho e barriga;
– Nas mesmas zonas, verifique também a possível adesão ou penetração de corpos estranhos (particularmente em animais de pelo comprido). Tenha ainda particular atenção aos ouvidos;
– Passeie o animal sempre à trela e, se necessário, utilize o açaime para evitar ingestão indevida de qualquer agente que possa provocar danos;
– Se o animal mostrar comichão e vermelhidão em alguma zona pode ser sinal que contatou com algum agente urticante e deve visitar de imediato o seu médico-veterinário;
– Mantenha sempre o esquema de desparasitação interna atualizado (contra as nematodes, cestodes, entre outros), no Verão e no Inverno, seguindo as instruções recomendadas pelo médico-veterinário. O Hospital Veterinário do Atlântico recomenda a desparasitação interna de animais adultos saudáveis pelo menos de 3 em 3 meses;
– Esta informação é igualmente válida para a desparasitação externa. Hoje em dias existem vários produtos disponíveis entre as quais pipetas, comprimidos e coleiras. Contudo, escolha um desparasitante externo que tenha ação repelente aos mosquitos e considere seriamente vacinar o seu animal contra a leishmaniose;
– Faça pausas frequentes e leve sempre água para o animal beber (adquira um bebedouro portátil e tenha-o sempre à mão). Evite as horas de maior calor!

Assegure estes cuidados e desfrute da companhia do seu animal em belos e seguros passeios de Verão.

Na mesma categoria…

Leptospirose

Leptospirose

Apenas a vacinação semestral confere uma proteção adequada. A Leptospirose é uma zoonose causada pela infecção com...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close Bitnami banner
Bitnami